Como se libertar de fortalezas espirituais

fortalezas espirituais
6 formas de saber se você precisa de libertação em seu ministério

Brian era um jovem revoltado. Demorou muito pouco para ele perder as estribeiras. Seus acessos de gritar e gritar com as pessoas que amava fez todo mundo miserável.

Ao ser entrevistado, ele falou sobre sua infância terrível. Seu pai era um homem cruel que sempre o magoou com palavras malditas e cruéis. Numa tentativa de esconder a sua dor, Brian construiu um paredão de isolamento em sua vida e em suas emoções.

Isso continuou por muitos anos, mas como ele ficou mais velho a dor escoou para fora e a raiva começou a florescer. A fortaleza tinha sido estabelecida.

A fortaleza é qualquer coisa – uma atitude, um processo de pensamento, uma crença – que nos mantém em desafio da vontade de Deus e Seus caminhos. Muitas fortalezas são de origem demoníaca. Em 2 Coríntios 10:04, o apóstolo Paulo nos diz para derrubar essas fortalezas usando armas espirituais.

Você pode perguntar: Se o pai de Brian era o instigador e Brian a vítima, por que Brian tem uma fortaleza? A razão é que Brian ficou furioso e implacável.

Seus pensamentos se afastaram dele, e ele começou a acreditar na mentira de que ele tinha o direito de ter raiva. Lembranças ruins reforçaram seus pensamentos, e uma fortaleza foi erguida.

Fortalezas existem na escuridão, onde Satanás reside. A ignorância e o engano são os seus caminhos. Leve a Palavra de Deus para brilhar em suas fortalezas.

Quando a revelação vem, a escolha deve ser feita: “Vou ficar com a minha raiva ou ser liberto?” Se soltá-la, o arrependimento vêm. Se não, as paredes da fortaleza crescem mais ainda e a consciência vai se cauterizando e nos tornando cada vez menos sensíveis à voz do Espírito Santo.

A raiz da palavra grega significa “queimado” “para cauterizar e tornar insensível.” Quando não se arrepende do pecado, a consciência perde a sensibilidade para liberar o perdão.

Resistência contínua ao Espírito Santo faz com que seja cada vez mais difícil para um indivíduo vir a arrepender-se, porque ele já não sente qualquer tristeza segundo o coração de Deus. Ele pode ter algum remorso por causa das conseqüências da atividade pecaminosa, mas não o suficiente para convencê-lo a ficar de joelhos e clamar a Deus por perdão.

A necessidade da libertação

Quando um crente atingir o ponto em que sua consciência for cauterizada, ele não é mais capaz de ouvir a voz de convencimento do Espírito que o levaria ao arrependimento, ele então precisa de libertação.

Começamos o processo de libertação fazendo uso da palavra e do sangue de Cristo. Este é um passo essencial na preparação do crente para ser posto em liberdade.

A Bíblia nos diz que “a palavra de Deus é viva e eficaz, e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes, e penetra até à divisão da alma e do espírito, e das juntas e medulas, e é apta para discernir os pensamentos e intenções do coração “(Hb 4:12). Seu poder é inexprimível em termos humanos.

As Escrituras são o próprio sopro de Deus e, como tal, são precisas, definida e perfeitamente suficiente (veja 2 Timóteo 3:16.). Estudar a palavra de Deus é essencial para quebrar a dureza do coração.

No sistema sacrificial do Antigo Testamento, o sangue do sacrifício era aspergido sobre o tabernáculo e seus utensílios para santificá-los, tornando-os aptos para o serviço (veja Hb 9:21.). Da mesma maneira, como nos valemos do sangue de Jesus Cristo – o sacrifício perfeito e final – a nossa consciência é purificada, e tornamo-nos sensíveis à inspiração do Espírito Santo.

Como a Palavra viva de Deus, começamos a despertar o nosso coração e purificar a nossa consciência, somos atraídos pelo amor de Deus para novamente servir fielmente. A Palavra de Deus desperta e ilumina – o sangue de Jesus limpa completamente nossa coração.

“Aproximemo-nos, com sincero coração, em plena certeza de fé, tendo os corações purificados da má consciência, e o corpo lavado com água pura” (Hb 10:22).

“Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo sem mácula a Deus, purificará a nossa consciência das obras mortas, para servirmos ao Deus vivo?” (Hb 9:14).

Se não formos capazes de nos conduzir à libertação, iremos perder o nosso tempo. As pessoas podem ser levadas para o altar, mas não podem ser levadas ao arrependimento. O verdadeiro arrependimento vem através da iluminação e convicção do Espírito Santo através da Palavra de Deus.

Sem convicção, não pode haver tristeza segundo Deus, sem a tristeza segundo Deus não haverá arrependimento. Quando não há arrependimento, não haverá verdadeira libertação.

A libertação não é algo que possa ser formulada. Jesus é o libertador! Se não vir a Jesus em Seus termos, estamos apenas encenando seguir seus passos. Podemos colocar sua encenação em um bom show ou peça de teatro, mas vai ser sem substância, e será apenas zombaria da Palavra de Deus.

Para determinar se você está na necessidade de libertação, responda a si mesmo as seguintes perguntas:

  • Você está usando o mundo físico para tratar de questões espirituais?
  • Você está continuamente argumentativo ou contrariado – geralmente à beira de raiva?
  • Você está ouvindo e seguindo as palavras que contradizem a Palavra de Deus?
  • Seu pensamento de vida está em desordem? É indisciplinado e não consegue cumprir ordens?
  • Você está andando em desobediência mesmo conhecendo a Palavra de Deus?
  • Você está violando, negligenciando ou causando dor a alguém ou em um relacionamento?

Se você respondeu sim a uma ou mais destas perguntas, há uma boa possibilidade de uma fortaleza existir em sua vida. A fortaleza pode ter sido iniciada por alguma dor, abuso ou feridas que você têm resistido há muitos anos tratar delas. Seja qual for a causa, é hora de exercer sua autoridade em Cristo para quebrar as correntes e derrubar as fortalezas que têm te impedido de ter uma vida vitoriosa sendo curado e liberto.

Print Friendly, PDF & Email

Comentários

comentários

1 Comentário

  1. Karla Regner Castro
    em

    Isso é muito importante para nós cristãos…Parabéns pelo site!

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*