Cristãos podem adotar métodos anticoncepcionais?

métodos anticoncepcionaisO cristão pode adotar métodos anticoncepcionais? Essa questão é bastante comentada e discutida entre os evangélicos brasileiros. Para tentar esclarecer esse assunto o pastor Marco Feliciano falou sobre o tema em seu blog. 

Feliciano começou falando sobre a alegria que a presença de um bebê traz à família. Falou de sua experiência paterna e das responsabilidades que estão implícitas nesta chegada. Educação, saúde, boa alimentação, atenção, carinho e todo cuidado que o bom desenvolvimento de um ser exige.

 
Na visão de Marco Feliciano um cristão pode adotar métodos anticoncepcionais, desde que, sejam adotados como forma de planejamento familiar, com responsabilidade e sem vaidade. O pastor acredita que o uso de anticoncepcionais por motivos fúteis como “evitar filhos para não perder a juventude, ou, para não perder o porte físico, a esbelteza, porque a vida está difícil, para não ter trabalho, porque não acha justo ter filhos em uma sociedade com tantos problemas, são argumentos injustificáveis e que trazem um grande perigo de pecar contra a vontade permissiva de Deus”, explica.
 
Um exemplo dado pelo pastor sobre a presença infantil no lar foi a ordem que Jesus deu a seus discípulos, dizendo que deixassem as crianças se aproximar dEle, por que o Reino de Deus era delas. Feliciano também apontou as respostas divinas sobre aqueles que no Antigo e no Novo Testamentos não podiam gerar filhos.
 
Para o pastor assembleiano o controle de natalidade imposta por alguns países são indiscutíveis por questões socioeconômicas.
 
“Em países como a China as medidas restritivas com relação a concepção está em motivos indiscutíveis: a população cresceu tanto que o espaço territorial e o desenvolvimento socioeconômico não foram suficientes para comportar tamanho número populacional”, explica.
 
O pastor também ensina que o casal deve estar preparado emocionalmente, fisicamente, financeiramente e espiritualmente para gerar um filho.
 
“Quanto ao planejamento familiar não há referências expressivas na Bíblia. Mas se os filhos são bênçãos para o lar e herança do Senhor, a irresponsabilidade, sub-nutrição, mal-educação, e o mal-cuidado pode desagradar ao Senhor. O casal deve estar preparado emocionalmente, fisicamente, financeiramente e espiritualmente para gerar um filho. O cristão deve buscar a direção de Deus e se preparar para, ao receber a dádiva da bênção conjugal de gerar uma vida, conseguir dar os cuidados necessários para manter esta vida de forma digna. Boa alimentação para desenvolvimento do novo ser, cuidados com a saúde para não desenvolver deficiências, subnutrição, boa educação para não criar uma pessoa prejudicada em relação aos demais indivíduos, são algumas das responsabilidades implícitas”, ensina.
 
Marco também ensina que a Bíblia permite a abstenção sexual, mas por ”por mútuo consentimento”, num período de tempo para se dedicar a oração e consagração, conforme 1 Coríntios 7.4 e 5.
Fonte: Verdade Gospel
Print Friendly

Comentários

comentários

2 Comentários

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*