Amizade cristã, diga com quem andas que te direi quem és

amizade cristaAmizade cristã

Esta semana, o Pastor Silas Malafaia, famoso por não ter medo de falar o que tem que ser dito e de polemizar assuntos que a maioria dos cristãos não tem peito para encarar, surpreendeu mais uma vez com novas declarações. Desta vez, Malafaia aconselhou os cristãos a não terem amizades profundas com incrédulos.

Em seu blog, o pastor abordou o tema começando pelo conhecido ditado popular: “diga-me com quem andas, e te direi quem és”.
 
PALAVRAS DO MALAFAIA
 
“Procure observar como ela se comporta sozinha e em grupo, como ela fala, do que gosta, como age quando está sob pressão. Mesmo que se diga cristã, avalie se ela observa ou não a Palavra de Deus, se tem temor a Ele”.
 
“Todavia, conviver é uma coisa; estabelecer uma amizade profunda, outra, porque amizade implica comunhão de ideias e práticas”, alerta ele.
 
“O ser humano é um ser social. Seu comportamento é influenciado por aquilo que ele vê, ouve, admira. As pessoas com quem andamos, conversamos e a quem abrimos nosso coração exercem uma forte influência sobre nós. Se não tiverem compromisso com Deus, vão falar de coisas vãs ou más; coisas que ofendem a santidade do Senhor e que, com o tempo, corromperão os costumes cristãos que adquirimos em nossa convivência com nossa família e/ou a Igreja.”
 
Ele alerta que quando isso acontece o cristão perdeu seu referencial, e tudo por causa de amizades incorretas.
 
“Normalmente, quando chega a esse ponto, significa que o cristão já perdeu a sensibilidade quanto aos malefícios que aquela influência mundana pode representar em sua vida; já se submete tranquilamente ao aconselhamento daqueles que não têm qualquer comunhão com Deus, em vez de ouvir a orientação do Espírito Santo.”
 
“O contato com eles deve restringir- se à convivência social, profissional, e com o intuito de apontar a salvação em Cristo Jesus”.
Print Friendly

Comentários

comentários

2 Comentários

  1. concordo… pq se realmente nos aprofundarmos em uma amizade que nao segue os mesmos princípios que o nosso, chegará um momento em que entrará em conflito essa amizade. Um vai querer ir a um lugar e vc vai ter um culto p ir e nessa tentação vc poderá agir com desleixo na obra de Deus… claro que tudo depende muito da personalidade e do quanto a pessoa deixa se influenciar ne.

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*